Noca: da Portela e de Todos os Sambas (livro-CD)
Noca: da Portela e de Todos os Sambas (livro-CD)

Noca: da Portela e de Todos os Sambas (livro-CD)

Marcelo Braz

Editora Uerj Decult

Pontos Fidelidade
ou retire na loja
  • Descrição/Sinopse
  • Comente
  • Ler comentários
  • Ficha Técnica

Descrição/Sinopse

Escrito pelo Prof. Marcelo Braz (UFRJ), com apresentação de Luis Antonio Simas e prefácio de Roberto Medronho, o volume 3 do Acervo Universitário do Samba é dedicado a Noca da Portela, sambista mineiro que se instalou cedo no Rio, transitando entre a Zona Sul, a Zona Norte (com larga passagem na Paraíso do Tuiuti) e o subúrbio (onde se batizou na querida Portela). Filho de um violonista militante das causas sociais, Noca soube como poucos aliar à carreira musical uma notável atuação na vida pública nacional, criando obras de raro sucesso e associando-se a episódios chaves da nossa história, como a campanha das Diretas Já! - cujo hino "Virada", imortalizado na voz de Beth Carvalho, é de sua autoria e de Gilper.
Para contar a história deste guerreiro (um ex-feirante que abriu caminho na cena musical e se tornou, inclusive, Secretário de Cultura estadual), o biógrafo Marcelo Braz realizou entrevistas com o artista, amigos e familiares, além de diversas figuras do mundo do samba. Entre elas, vale citar os compositores Darcy Maravilha, Monarco, Serginho Procópio, Riko Dorilêo e Toninho Nascimento, os parceiros Roberto Serrão e Medronho, o generoso Dr. Bigu, os presidentes Luis Carlos Magalhães (Portela) e Renato Thor (Paraíso do Tuiuti), o produtor cultural Ricardo de Moraes e o comerciante André Carneiro, fã nº 1 do Comendador do Samba.
A obra reconstitui o percurso de Noca desde a saída da família de Leopoldina (MG), a adolescência no Catete e em Botafogo e os anos no Morro do Tuiuti, onde o casal Osvaldo e Conceição perdeu quase tudo em 1966, após o temporal que expôs as chagas da questão urbana na cidade. De cortiços, cabeças de porco e favelas, surge então o músico (co)autor de sambas antológicos, como "Caciqueando" e "É Preciso Muito Amor", além de clássicos da Portela, como "Gosto que me Enrosco" (1995) e "ImagináRIO" (2015).
Ao final, retrata-se ainda sua fecunda participação em vários blocos cariocas (Cacique de Ramos, Simpatia é quase Amor e Barbas), além das condecorações recebidas, como a Ordem do Rio Branco (Itamaraty, 2006) e a Ordem do Mérito Cultural (MinC, 2009). Enfim, um artista de todos os sambas e de todas as lutas.
O livro conta com um CD bônus, com sete músicas de Noca da Portela, algumas inéditas.
Da editora

Ficha Técnica

  • Editora Uerj Decult
  • Código de Barras: 9788585954819
  • Código: 1713569
  • Lançamento: 12/12/2018
  • Origem: Nacional
  • Quantidade: 1 volume
  • Acabamento: Brochura
  • Edição: 1ª
  • Páginas: 494

NÃO ENCONTROU O QUE PROCURAVA? TEM DÚVIDAS SOBRE ESTE PRODUTO?

FALE CONOSCO.